criar-cardapio-restaurante

Como Criar um Cardápio para Restaurante | 5 Dicas Práticas

como-criar-um-cardapio-curso

“O cardápio é sua porta de entrada, sua vitrine, seu primeiro contato com o cliente no seu restaurante. Valorize cada detalhe e não se esqueça que em nosso ramo, uma abordagem bem feita é um grande passo na construção de um relacionamento e satisfação do seu cliente”.

Para muitos o cardápio é o cartão de visita do seu bar ou restaurante, mas na verdade ele vai muito além. O cardápio tem a função tão importante quanto à de um bom garçom, quanto à abordagem e explicação sobre algum prato, sobremesa ou bebida do seu bar ou restaurante. Por isso, precisa ter um cuidado especial e muita atenção na elaboração do seu cardápio.

Você está diante de uma ferramenta poderosíssima a nível de brand marketing (se ainda não conhece o termo ou quer saber mais, veja o meu e-book onde encontrará uma explicação mais profunda sobre o assunto), porque através dele, começará a construção do seu relacionamento com o cliente do seu bar, restaurante, pizzaria, lanchonete.

Pensando nisso, e com base nos meus erros e acertos, preparei várias dicas matadoras que vão te ajudar a Criar um Cardápio Vendedor do Zero.

Mas, nunca se esqueça, o sucesso de qualquer restaurante depende de alguns pilares, e com o seu cardápio não poderia ser diferente. Por isso, tenha sempre uma visão diferenciada, busque inovação, trabalhe em cima de resultados e obtenha conhecimento para chegar a níveis extraordinários em seu restaurante.

inscreva-se-no-meu-canal-youtube

#01 – Meu Primeiro Cardápio

cardapio-vendedorPois bem, quando chega essa hora (vamos montar o cardápio do restaurante) é que muitos de nós descobrimos que ainda não estamos devidamente preparados para precificar nossos produtos como realmente devem ser. Confesso a você que também vivi essa situação quando fui montar o meu primeiro cardápio do meu restaurante.

E como isso acontece? Por alguns motivos, mas em geral é porque nos deixamos levar por sentimentos como dúvidas, incertezas, medos…

Por isso preste muita atenção nas dicas que estão por vir, lembre-se que cada uma delas foi testada e aplicada, e hoje estão ao seu alcance para que você possa ir a outro patamar em seu restaurante.

Mas como cobrar? E se meu cliente achar o valor muito alto? E se ficar muito baixo? E se…

Serão inúmeros “se”, porque em geral ainda não estamos preparados para aplicar com discernimento, realidade e objetividade o valor real que cada produto precisa ser cobrado.

Então resolvi trazer 3 dicas nesse primeiro tema, que vão abrir seus olhos e te ajudar nessa jornada de criar o cardápio do seu restaurante, bar, lanchonete, pizzaria.

1) Você precisa ter uma ficha técnica muito bem definida, para todos os pratos e bebidas do cardápio do seu restaurante. Essa ficha te ajudará a ter o total controle quanto a medidas, tempo e custos daquele produto. 

2) Valorizar itens com maior margem de lucro ou que você tenha como diferencial em seu restaurante. (Falaremos mais a frente sobre isso).

Leia também: Seja o que for que seu estabelecimento tem como diferencial, use a seu favor.

3)  CMV. Ainda não conhece?

CMV é a sigla para Custo da Mercadoria Vendida.

Nada mais é que a soma das despesas para produzir e armazenar aquela mercadoria, até que ela seja vendida. Não se engane, esse dado é de vital importância para seu cardápio, porque daí você vai conseguir calcular e dimensionar seus lucros.  

Imagine que toda vez que você venda um prato no seu restaurante, o valor que você recebeu pelo produto não é o lucro real que você terá daquele produto, certo? Você ainda terá que descontar o valor das suas despesas para produção e armazenamento. Esse conjunto corresponde ao seu CMV. Então papel e caneta a mãos para anotar TUDO relacionado ao prato ou bebida e só depois você realmente começa a pensar em valores de venda. Combinado?

criar-o-cardapio-do-seu-restaurante-do-zero

#02 – Nome de Pratos ou Descrição Criativa dos Ingredientes 

Nesse vídeo eu revelo como você criar uma descrição criativa de seus pratos podem aumentar em até 28% as vendas do seu Restaurante!

Criar uma linha entre sua casa e nomes de alguns pratos ou bebidas, mantendo a identidade do bar ou restaurante é uma ótima opção para enriquecer o seu cardápio.

Porém, muito cuidado com exageros. Nomes demais podem transformar seu cardápio em um “classificado de jornal ou revista” dificultando a leitura e prejudicando o objetivo final, que é aumentar o poder de decisão do cliente por determinado prato ou bebida.  

Uma outra ferramenta que pode ajudar na escolha do seu cliente é trazer uma breve descrição criativa dos ingredientes que compõem determinado prato ou drink do seu restaurante, por exemplo.

Dicas:

– Aplique a descrição somente para pratos que mereça destaque.

– Não se estenda muito na descrição para não cansar a leitura, seja breve e objetivo.

Vamos a um exemplo prático de utilização:

357Filé Acebolado …………………………………………………R$ 49,90

E se ao invés da abordagem acima nós trouxéssemos uma descrição do prato, como:

357Filé Nordestino (Suculentos cubos de filé mignon, cobertos por rodelas de cebola douradas na manteiga de garrafa, batata frita bem sequinha e um delicioso pão de alho) 49,90

Uma descrição bem feita, não só valoriza a o prato, como aguça a imaginação do cliente quanto à degustação do mesmo.

#03 – Prova Social

Existe um gatilho mental, o gatilho da prova social,  um ingrediente que você pode colocar na sua comunicação que vai aumentar drasticamente a sua probabilidade de vender. E esse gatilho pode e deve ser usado em seu cardápio para o seu restaurante.

A venda é um processo de decisão, e a maioria das pessoas não só decidem baseados em informações. E por quê?

Porque nós somos bombardeados o tempo todo, por todo tipo de informação, e já imaginou se tivéssemos que confrontar detalhadamente cada uma? Todos os prós e contras? Nosso cérebro não aguentaria, muito provavelmente entraria em colapso.

E por isso, ele cria atalhos de decisão para facilitar a escolha sem que ele faça todo o caminho e economize energia. Ele identifica algumas características e essas características facilitam a sua vida para tomar melhor escolha naquele momento.

Vou tentar exemplificar uma situação muito comum que vai te ajudar a entender melhor o tema para em fim partirmos para esse ponto em nosso cardápio.

prova-social-restaurante-cardapio

Imagine que você e sua família estão com fome decidiram ir ao shopping para almoçar em um restaurante que você já frequenta. Ao chegar na área ou espaço gourmet desse shopping, você e sua família se deparam com a maioria dos restaurantes vazios, incluindo o que você havia pensando em levá-los para almoçar. Mas, um deles chama atenção por está completamente cheio e com fila de espera para mesa.

Mesmo que você ou ninguém da sua família nunca tenha frequentado esse restaurante, e não tenha nenhuma informação sobre ele, vocês se sentem inclinados a ir almoçar lá e de forma intuitiva você pensa: “Se está cheio, é bom”.

Agora eu lhe pergunto.

– Quantas situações como essa já não vivemos antes?

– Por que tomamos decisões dessa forma?

Porque a sua tomada de decisão foi baseada no gatilho mental da Prova Social. Nós estamos o tempo todo procurando “pistas” para agir de maneira mais rápida e fácil. Por isso, no início do seu cardápio ou na primeira página, valorize, dê um destaque especial aos pratos com mais volume de vendas ou que tenha uma maior margem de lucro.

Nesse Vídeo, eu explico exatamente como você usar esse poderoso gatilho mental em seu cardápio e aumentar os lucros do seu Restaurante!

Crie uma chamada com títulos como:

(Os Mais Pedidos), (Nossos Campeões de Vendas) ou (Os Imbatíveis), por exemplo.

Esses títulos, serão atalhos para tomada de decisões dos seus clientes, e assim como um restaurante cheio chama mais cliente, a indicação dos seus melhores pratos ou bebidas, aumentará a chance que seu cliente se incline por escolher o que a maioria já escolheu.

#04 – Uma Imagem Vale mais Que Mil Palavras

As imagens tem uma força muito grande na tomada de decisão do cliente quando o assunto é comida. Pesquisam indicam que cerca de 50% dessas decisões são tomadas simplesmente através da escolha de uma imagem ilustrativa do produto do seu cardápio.

Mas cuidado, as fotos devem ser de produtos reais (do seu restaurante) e com boa qualidade de resolução. Não adianta em nada você retirar da internet uma linda foto de um drink ou prato, e chegar a mesa ao completamente diferente.

Ninguém gosta de ser enganado. Para evitar transtornos e sustos, sua equipe deve está bem treinada para manter o mesmo padrão visto nas fotografias nas apresentações dos pratos do seu restaurante.

E quanto às fotos. Se possível, escolha um profissional para fazer essas fotografias. Após o trabalho, separe-as por categorias e faça uma seleção de quais você considera importante para estar em seu cardápio.

Dica: Coloque uma legenda abaixo da fotografia com a identificação do produto.

Exemplos do meu Restaurante:

chopp-submarino-fino-espeto
Chopp Submarino – Bar e Restaurante Fino Espeto

 

espetinho-costelinha-cordeiro-fino-espeto
Espetinho de Costelinha de Cordeiro – Bar e Restaurante Fino Espeto

 

espetinho-bruschetta-fino-espeto
Bruschetta no Espeto – Bar e Restaurante Fino Espeto

Lembre-se: O grande trunfo das imagens não é só ilustrar, mas atiçar o desejo pelo consumo de determinada bebida ou prato.

#05 – Design do seu Cardápio

cardapio-restaurante-como-criar

O visual do seu cardápio deve ter a identidade e ser coerente com o estilo adotado pelo seu bar ou restaurante.

Fique muito atento a leitura e percepção da fonte escolhida para o seu cardápio. Digamos por exemplo, que seu horário de funcionamento é a noite, o ideal é ter as cores das fontes mais escuras e cardápios com fundos mais claros para facilitar a leitura.

Se possível, mescle as cores e formas do cardápio com ambientes do seu bar ou restaurante.

Digamos que a temática da sua casa seja mais rústica. Seria interessante ter traços amadeirados e tons em marrom no seu cardápio. Dessa forma criaria uma comunicação do cardápio com os ambientes da casa.

Dica:

– Para facilitar a leitura, o mais indicado é dividir os pratos e bebidas por grupos.

Não utilize (R$) em seu cardápio. Os preços devem estar visíveis, mas não precisam estar em destaque.  

Jamais coloque alteração de preços a canetas ou fitas adesivas sobre os preços em seu cardápio. Essa atitude trará para o cliente a sensação de que o valor foi aumentado.

– Outra dica é não arredondar os preços em seu cardápio, utilize valores fracionados, como: 28,90… 37,80… 53,70… Essa mudança trará a percepção de que os preços são mais baratos.

Dicas como as que eu mencionei acima serão vitais para evitar erros que podem lhe custar meses ou anos de resultado e quem sabe até a falência do seu restaurante!

Se você ficou interessado e quer se aprofundar ainda mais na criação do seu cardápio, participe do meu TREINAMENTO CARDÁPIO VENDEDOR e aprenda como criar um cardápio que realmente seja uma ferramenta de venda, que aumente sua margem de lucro e que se conecte com seu cliente!

como-criar-um-cardapio-curso

Como Criar um Cardápio para Restaurante | 5 Dicas Práticas
4.88 (97.5%) 8 votes